Câmara de Tacuru cobra da Energisa, explicações sobre conta de luz

Valor cobrado pela concessionária que tem o monopólio do fornecimento de energia para a região é alvo de reclamação dos moradores.
Momento que o presidente da Câmara de Tacuru, vereador Régis Viudes, protocolava o ofício na sede da Energisa, em Campo Grande. Casa de leis quer receber da concessionária, explicações sobre o aumento na conta de luz dos moradores da cidade. (Foto: Divulgação)

Vilson Nascimento

O presidente da Câmara Municipal, vereador Régis Viudes, o “Professor Régis”, protocolou na tarte dessa sexta-feira, 18 de janeiro, junto a Energisa, em Campo Grande, um ofício pedindo explicações sobre o preço da energia elétrica cobrado dos moradores e comerciantes, em Tacuru.

No ofício, destinado ao diretor presidente da Energisa em Mato Grosso do Sul, Marcelo Vinhaes Monteiro, a Câmara Municipal cobra da concessionária, que tem o monopólio do fornecimento de energia elétrica para essa região do Estado, explicações sobre o aumento das taxas relacionadas a conta de energia, fator que tem gerado reclamações dos moradores e comerciantes do município.

Segundo Regis, são constantes as reclamações por parte da população e o objetivo da solicitação do Poder Legislativo é fazer com que a Energisa preste esclarecimentos sobre as cobranças, consideradas pelos usuários como abusivas.

Energisa é alvo de críticas na região

Além de Tacuru a Energisa tem sido alvo de críticas por supostas cobranças abusivas e por mau prestação de serviço em vários municípios da região.

Em Amambai, onde a empresa é alvo de denúncias junto ao Procon e inclusive já tem até registro de ocorrência policial de preservação de direito em seu desfavor por suposta prática de cobrança indevida em conta de luz, a população também reclama dos serviços prestados pela concessionária.

São registrados periodicamente oscilações e frequentemente tem ocorrido inclusive queda de energia, afetando o comércio e centenas de moradores.