Presidente da Câmara fala sobre atual gestão no legislativo

Foto: Raquel Fernandes

Roberto Pereira de Oliveira, vereador de Coronel Sapucaia é o atual presidente da Câmara Municipal. Nascido em Mundo Novo, Roberto reside há 25 anos em Coronel Sapucaia, onde já foi vereador por 4 mandatos. Ele conversou com a equipe de reportagem do Jornal a Gazeta e falou um pouco sobre a sua atuação. Confira:

Já havia sido Presidente do Legislativo anteriormente? Comente sobre a experiência.

Eu nunca havia sido presidente do legislativo. Entrei aqui só com a experiência de vereador. E hoje tenho duas funções, a de vereador e Presidente. A primeira coisa que eu fiz foi cortar gastos (...). Nós temos que considerar que o município de Coronel Sapucaia é diferente. A arrecadação é pouca aqui, diferente de outros municípios que têm muito dinheiro. Nas outras gestões, sempre trabalhavam no vermelho, chegava ao final do ano e não sobrava nada. Hoje, conseguimos economizar aproximadamente 150 mil reais em um ano, só com corte de gastos com diária e assessorias.

Com essa economia o senhor fez investimentos na Casa de Leis?

Com certeza! Compramos moto para câmara, investimos no som, computador, reformas.Pretendemos agora construir uma sala de reuniões e uma cozinha. A gente tem que mostrar para o executivo que é possível economizar. Se aqui na câmara, que é pequena, a gente conseguiu economizar 150 mil, imagina na prefeitura. Hoje eu posso falar na tribuna, provando que é possível.

Tem algum projeto que gostaria de colocar em prática como vereador?

Meu projeto é fiscalizar. O vereador que sai falando que vai fazer isso ou aquilo, não faz. Pois fazer é papel do executivo. Tenho fiscalizado bastante, especialmente as obras. Tudo que eu cobro, eu provo no papel e essa é a função do vereador. Eu nunca falo que vou fazer. Eu vou pedir, fazer uma indicação, que o prefeito não é obrigado atender. (...) A maioria dos projetos vem da prefeitura para a gente aprovar aqui. A demanda vem de lá.

Como o senhor avalia a atual Câmara de Vereadores?

Eu estou muito feliz. Os vereadores e os funcionários têm aprovado o meu trabalho. Eles entenderam que era necessário cortar gastos. Mesmo com oposição, a gente trabalha com muita união aqui. Nesta gestão além da economia, nós conseguimos abrir o concurso, que está com inscrições abertas até o dia 10 de outubro.


Clique neste link para mais informações sobre as inscrições do concurso.

Fonte: Raquel Fernandes/ Grupo A Gazeta