Atletas de Amambai e Paranhos ajudam o MS a chegar à elite do vôlei brasileiro

Seleção de Mato Grosso do Sul foi vice-campeã da Série-B Sub-17 no Rio de Janeiro e subiu para a Série-A na categoria. Paranhense foi contratado por clube paulista.
A Seleção de Voleibol de MS, vice-campeã brasileira em 2019. (Fotos: Divulgação)

Vilson Nascimento

Um jogador de Amambai e dois de Paranhos ajudaram o Mato Grosso do Sul a chegar à elite, ou seja, na Série-A, do voleibol brasileiro na categoria Sub-17 anos.

No decorrer da semana passada a equipe sul-mato-grossense, que tem no comando técnico Ademir Alves de Oliveira, professor de educação física na Escola Estadual João Brembatti Calvoso, em Ponta Porã, disputou em Saquarema, no Rio de Janeiro, o Campeonato Brasileiro de Vôlei Série-B na categoria Sub-17.

O central João Guilherme Espindola Soligo (15 anos), de Amambai, Cauã Fernandes, de 16 anos (oposto) e o levantador Vinícius Gabriel (16 anos) ambos de Paranhos, foram fundamentais para garantir o vice-campeonato para o Estado e o acesso a Série-A.

A equipe de MS, que também tinha no elenco jogadores das cidades de Caarapó, Bonito e de Ponta Porã, talentos locais revelados pelo próprio técnico Ademir Alves, chegou ao vice-campeonato brasileiro na categoria sofrendo apenas uma derrota por três sets a dois no tiebreaker, justamente para a equipe campeã, o estado do Maranhã.

As demais partidas foram; MS 3x0 sobre Alagoas, MS 3x0 frente ao Piauí, MS 3x1 no Amazonas, MS 3x0 no Rio Grande do Norte e MS 3x2 sobre o Mato Grosso.

Com a segunda colocação no Rio de Janeiro, a seleção de voleibol Sub-17 de MS, juntamente com o Maranhão, irão disputar em 2020, o Campeonato Brasileiro Série-A da categoria ao lado das representações dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Cauã seguiu direto para São Paulo

O atleta paranhense Cauã Fernandes, que em 2018 já havia sido escolhido o melhor jogador de voleibol de Mato Grosso do Sul em sua categoria ao disputar o Estadual em MS pela equipe da Associação Calvoso de Voleibol, da Escola Estadual João Brembatti Calvoso, de Ponta Porã, nem voltou para o Estado e sua cidade.

Após conquistar o vice-campeonato brasileiro em Saquarema, o talento de Cauã caiu nas graças de olheiros e de lá mesmo ele seguiu para São Caetano, no estado de São Paulo, onde assinou contrato com a Associação Atlética São Caetano Voleibol para disputar a Liga Nacional de Clubes pela equipe paulista.Eleito melhor do Estado em 2018, após o vice-campeonato brasileiro no RJ, o oposto Cauã Fernandes seguiu direto para clube paulista. 

O central amambaiense João Guilherme, com o técnico Ademir Alves e o troféu. Promessa do voleibol, ele foi vice-campeão brasileiro na categoria Sub-17 pela seleção de MS com apenas 15 anos de idade.


O levantador e vice-campeão brasileiro Vinícius Gabriel, na foto com o troféu e a medalha conquistada no RJ, foi recebido com festa em Paranhos.