Puxado pelo Comércio, Serviços e Construção Civil, MS gera 2.206 novos empregos formais em novembro

Foto: DivulgaçãoMato Grosso do Sul gerou 2.206 novos empregos formais no mês de novembro de 2021, com destaque para o desempenho de setores como o Comércio, Serviços e Construção Civil. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (23) no Caged (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego pelo governo federal e compilados na Carta de Conjuntura do Mercado de Trabalho do mês de dezembro, feita pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). Clique aqui para visualizar o documento.

No acumulado dos últimos 12 meses, Mato Grosso do Sul apresentou uma criação de 36.369 empregos formais. Também no acumulado de 12 meses, o Comércio criou 11.335 vagas a mais. Entre o setor de Serviços, as maiores altas no mês de novembro de 2021 foram: Alojamento e Alimentação (421 vagas a mais), Outras Atividades de Serviços (186 vagas a mais), e Informação e Comunicação (100 vagas a mais).

A indústria foi um dos setores que apresentou saldo negativo em novembro, principalmente na indústria de transformação com 113 vagas a menos, já na Construção Civil foram 42 vagas a mais. No acumulado dos últimos 12 meses, o setor industrial registrou a criação de 3.547 novas vagas, enquanto que a Construção Civil acumula 3.502 novas vagas.

No comparativo de geração em janeiro a novembro de 2021 foram criadas 38.181 vagas, com maior intensidade no Comércio (9.508 a mais), Construção (4.345 novas vagas) e Indústria de Transformação (4.059 novas vagas). Com relação à questão regional, o município de Campo Grande apresentou melhor resultado com geração de 13.292 novos empregos formais, seguido por Dourados (3.815); Três Lagoas (2.685); Corumbá (1.793); Ribas do Rio Pardo (1.202); Aparecida do Taboado (1.091); Ponta Porã (1.064); Chapadão do Sul (959); Naviraí (840); Maracaju (819).

Fonte: Semagro