Nova campanha nacional de vacinação contra sarampo começou nesta segunda

Campanha de vacinação contra poliomielite e sarampo imunizou cerca de 40% do público-alvo, segundo balanço do Ministério da Saúde Foto: Felipe Barros / Divulgação/PMI

Uma nova campanha de vacinação contra o sarampo começa nesta segunda-feira (7/10) no Brasil para tentar frear uma epidemia concentrada no estado de São Paulo e já resultou em mais de 6.000 casos, segundo dados do Ministério da Saúde.

Na primeira etapa, até 25 de outubro, o público-alvo são crianças de 6 meses a 5 anos de idade. Num segundo período, de 18 a 30 de novembro, a campanha receberá adultos de 20 a 29 anos que não estão com a vacinação em dia.

O Ministério da Saúde assumiu como meta vacinar 2,6 milhões de crianças e 13,6 milhões de adultos.

O governo afirma ter distribuído desde o início do ano 25,5 milhões de doses da vacina tríplice viral (que combate sarampo, caxumba e rubéola) e que o estoque é de 60 milhões de unidades, o suficiente para cumprir o objetivo.

Para incentivar o engajamento local na campanha, o Ministério da Saúde anunciou ter reservado uma verba de R$ 206 milhões para repassar aos municípios. Para receber o recurso integralmente, secretarias de saúde terão que informar mensalmente o estoque das vacinas e atingir 95% de cobertura vacinal contra o sarampo em crianças de 1 a 5 anos.

Municípios que alcançarem mais de 90% de cobertura terão acesso a uma parte dos recursos a que têm direito, segundo o ministro Luiz Henrique Mandetta afirmou em entrevista coletiva.

O “Dia D” da campanha, no qual todos os postos de vacinação devem permanecer abertos, será em 19 de outubro, para crianças, e 30 de novembro, para adultos.

A volta do vírus

A atual campanha de vacinação tenta frear o surto de uma doença que, em dois anos, saiu de uma situação de virtualmente erradicada para preocupação de segurança nacional.

Fonte: O Globo