Isolamento domiciliar em caso suspeito de coronavírus é previsto em MS

Secretaria de Estado de Saúde já orientou municípios sobre cuidados com a doença - Crédito: Ricardo Minella

O isolamento domiciliar de paciente com caso suspeito estável do novo coronavírus é previsto também em Mato Grosso do Sul, a exemplo do ocorrido nesta semana em São Paulo com o homem que testou positivo para doença em exame realizado no Hospital Israelita Albert Einstein.

Quanto ao paulistano de 61 anos que voltou ao país vindo da Itália, o Ministério da Saúde detalhou ter apresentado “sinais e sintomas (Febre, tosse seca, dor de garganta e coriza) compatíveis com a suspeita de Doença pelo Coronavírus 2019 (COVID-19)”, mas ressaltou que ainda aguarda resultado de contraprova.

“O paciente está bem, com sinais brandos e recebeu as orientações de precaução padrão”, detalha a pasta, segundo a qual as autoridades paulistas “estão realizando a identificação dos contatos no domicílio, hospital e voo, com apoio da Anvisa junto à companhia aérea”.

Em Mato Grosso do Sul, mesmo sem qualquer suspeita da doença até agora, a Secretaria de Estado de Saúde realizou reunião de trabalho em 28 de janeiro e encaminhou nota técnica aos profissionais de saúde dos 79 municípios, “orientando sobre as ações a serem adotadas em caso de surgimento de pessoas com os sintomas da doença e de como proceder com a coleta de amostras para exames”.

Entre as recomendações feitas às equipes de vigilância epidemiológica municipais, bem como serviços de saúde, é previsto que “os casos suspeitos estáveis ficarão em isolamento no serviço de saúde que deram entrada ou domicílio”.

“Já os casos com evoluções mais graves deverão ser encaminhados pela Central de Regulação Estadual para os Hospitais de referência.  A SES conta com o apoio técnico-assistencial do corpo clínico de médicos infectologistas do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian – HUMAP”, detalhou o Governo de Mato Grosso do Sul em seu site institucional.

Fonte: André Bento/ Douradosnews