Governo inova mais uma vez e pagamento de taxas na Junta Comercial de MS agora pode ser feito via PIX

Arte: DivulgaçãoA partir de agora, o pagamento de guias, taxas e emolumentos da Jucems (Junta Comercial de Mato Grosso do Sul) pode ser feito via PIX. É mais uma inovação oferecida pelo Governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), aos usuários dos serviços oferecidos pela Jucems.

A novidade foi apresentada na quinta-feira (10) pelo diretor-presidente da Junta Comercial, Augusto Castro, ao secretário adjunto da Semagro, Ricardo Senna, ao presidente do CRC-MS, Otacílio dos Santos Nunes e representantes do Banco do Brasil, Fecomércio, OCB-MS e demais entidades que integram o conselho de vogais do órgão. “Além de reduzirmos o tempo de abertura de empresas, de dias para apenas algumas horas, estamos inovando mais uma vez com essa comodidade do pagamento via pix. A Jucems é hoje um dos órgãos mais inovadores e digitais na estrutura do Governo do Estado. Tudo isso, em favorecimento do cidadão”, comentou Ricardo Senna.

Foto: Divulgação

“Agradecemos ao Governo do Estado e à Jucems por mais essa facilidade em nosso trabalho. Esse era um anseio da classe contábil e que foi prontamente atendido pela Semagro e pela Junta. É mais uma inovação e facilidade excelente para os contribuintes e contadores”, afirmou o presidente do CRC-MS, Otacílio dos Santos Nunes.

O diretor-presidente da Jucems, Augusto Castro, lembrou os avanços da Junta com a transformação digital, desburocratização e modernização de processos promovida pelo Governo do Estado, por meio da Semagro, no órgão, nos últimos anos. “Em janeiro deste ano, o tempo médio para o empresário sul-mato-grossense abrir uma empresa foi de 5 horas, em média. Em 2015, chegava a 17 dias e ainda temos espaço para mais avanços”, afirmou. “Em 2020, foram 7.903 empresas abertas em Mato Grosso do Sul, o melhor resultado para um exercício de toda a série histórica registrada na Junta Comercial, iniciada no ano de 2000. Em 2021, batemos esse recorde, com 9273 empresas abertas no Estado”, acrescentou.

Foto: Divulgação

Na avaliação do secretário Jaime Verruck, da Semagro, “esse é um atrativo para Mato Grosso do Sul. A facilidade da formalização e a redução de custos são um atrativo para que tenhamos mais novas empresas abertas. Nosso foco é esse, de sempre melhorar o ambiente de negócios para o empresário, com menor custo e mais agilidade no processo de abertura. Quem tem de andar, não é o empresário, mas sim, o processo dentro da Jucems”, afirmou.

O secretário adjunto da Semagro, Ricardo Senna, lembra ainda que o engajamento dos funcionários da Jucems e as parcerias com o Sebrae, RedeSim, Governo Federal, assim como a integração com os municípios, “foram fundamentais para o êxito da transformação digital na Junta Comercial”.

Foto: Divulgação

Fonte: Marcelo Armôa, Semagro