Exportações de MS crescem 61,85% e superávit da balança comercial dobra em janeiro, puxada pela soja e celulose

Foto: DivulgaçãoAs exportações de Mato Grosso do Sul totalizaram US$ 500,27 milhões no mês de janeiro de 2022, crescimento de 61,85% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados US$ 309,09 milhões. O saldo da balança comercial no primeiro mês de 2022 fechou com superávit de US$ 303 milhões, valor 118,05% superior aos US$ 139,25 milhões verificados em janeiro de 2021. O destaque vai para as vendas externas de soja, celulose, carne bovina e carne de aves. É o que revela a Carta de Conjuntura do Setor Externo publicada esta terça-feira (8) pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).  Veja o documento aqui.

“São números positivos que mostram que o ano se inicia com uma forte atividade exportadora em nosso Estado, com perspectivas positivas, superávit e aumento das exportações. E quando observamos esse tipo de desempenho, estamos falando em aumento no processamento de produtos, de produção e de geração de emprego por essas indústrias exportadoras”, comentou o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

A pauta de exportações sul-mato-grossense no mês de janeiro de 2022 foi liderada pela soja em grão, com 26,82% do total exportado em termos do valor e aumento de 57.395% em relação ao mesmo período no ano passado. O segundo produto foi celulose, com 21,66% de participação, com aumento em termos de valor de 36,56% em relação a janeiro de 2021. As vendas externas de carne bovina aumentaram 47,5% e a de carne de aves, 25,06%.

“O desempenho das exportações de soja se deve ao fato de termos disponibilidade do grão neste momento, o que não aconteceu no ano passado. Na celulose, temos uma estabilidade ao longo do ano, mas tivemos um crescimento decorrente da normalização do mercado. Nas carnes bovina e de aves, o resultado é fruto da reabilitação de alguns frigoríficos para a exportação. Também observamos um aumento de 23,265 no minério de ferro, com a retomada na navegação no Rio Paraguai e aquecimento do mercado interno”, acrescentou Jaime Verruck.

Em termos de destino das exportações houve uma concentração nas exportações para a China, representando em janeiro de 2022 cerca de 42,5% do valor total das exportações. Os países com maior aumento na participação foram: Índia (11.542%) e Indonésia (1.038%). A maior queda foi registrada para a Holanda, com baixa de 13,59% nas exportações em relação a janeiro de 2021. A concentração nos dez maiores destinos das exportações passou de 46,58% a 74,38% em janeiro de 2022, se comparado ao mesmo período de 2021.

Em relação aos produtos importados, Mato Grosso do Sul continuou com uma pauta concentrada na importação de gás boliviano, representando 50,58% da pauta de importações em janeiro de 2022, acima dos valores verificados em janeiro de 2021 em 37,27%.

Entre os municípios exportadores, o principal em janeiro de 2022 foi Três Lagoas, com cerca de 42,32% dos valores exportados, com composição baseada sobretudo nas exportações na indústria de Papel e Celulose.

Fonte: Marcelo Armôa, Semagro