Em Amambai, mais de 40% da população já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19

Caminhoneiros estão sendo imunizados na Vigilância da Saúde em Amambai. Foto: Kadyma Freitas

Em Amambai, a vacinação contra a Covid-19 segue em ritmo acelerado, conforme informações da Vigilância Sanitária. Até o momento, 42,61% da população já receberam a primeira dose da vacina e 22% já foram completamente imunizados, com as duas doses. Os dados foram atualizados nesta terça-feira, dia 8, às 9 horas, pelo Vacinômetro do MS.

Na semana passada, a Prefeitura de Amambai iniciou a vacinação dos caminhoneiros, funcionários do Correios e do público geral acima de 40 anos. Nesta segunda-feira, dia 07, as lactantes começaram a ser imunizadas no Posto de Saúde da Vila Panorama.

Conforme explica a enfermeira e coordenadora de Imunização, Josiane Morais, as lactantes que já completaram 45 dias do parto e possuem filhos de até 2 anos estão inclusas no grupo prioritário da vacinação.

No momento, todas as doses da Pfizer estão sendo direcionadas às lactantes, pois conforme a bula, ela é a mais indicada à este público, pois não há registros de que seja excretada no leite humano. Na sexta-feira, dia 04, chegaram 108 novas doses da Pfizer.

As mães que se enquadram nesse público devem procurar o posto de saúde da Panorama com Cartão Sus, CPF, certidão de nascimento e carteirinha de vacinação do bebê.

Vacinação 40 anos 

Pessoas que possuem 40 anos ou mais devem procurar sua unidade de saúde para receber a vacina. As vacinações são realizadas apenas no período da manhã.

Vacinação contra a influenza 

A Campanha de Imunização contra a Influenza iniciou no dia 12 de de abril em todos os municípios do Mato Grosso do Sul e segue até julho. Conforme a Secretaria de Estado de Saúde a vacinação contra a influenza permitirá, ao longo de 2021, prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos e suas consequências sobre os serviços de saúde, além de minimizar a carga da doença, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da covid-19.

Podem se vacinar crianças, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filho há pouco tempo), indígenas, pessoas com mais de 60 anos, pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes, trabalhadores de saúde, professores, caminhoneiros, trabalhadores do sistema rodoviário e portuário, forças de segurança e das Forças Armadas, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e jovens de 12 a 21 anos que estão sob medidas socioeducativas.

Como a campanha de vacinação contra influenza é simultânea com a imunização contra COVID-19, a recomendação é que seja priorizada a administração da vacina COVID- 19, para pessoas contempladas no grupo prioritário para a influenza e que ainda não foram vacinadas contra a COVID-19. Nestas situações, deve-se agendar a vacina influenza, respeitando o intervalo mínimo de 15 dias entre as vacinas.( Assessoria Governo MS)

Fonte: Raquel Fernandes/ Grupo A Gazeta