Com vagas em Naviraí, escolas do Sesi em MS estão com o período de matrículas abertas para 2021

Fotos: Assessoria

Com 1.412 vagas distribuídas entre a Educação Infantil e os ensinos Fundamental e Médio nas escolas de Aparecida do Taboado, Campo Grande, Corumbá, Dourados, Naviraí, Maracaju e Três Lagoas, a Rede de Ensino do Sesi em Mato Grosso do Sul está com o período de matrículas aberto para o ano letivo de 2021. Na Escola do Sesi de Aparecida do Taboado são 107 vagas, na de Campo Grande 281 vagas, na de Corumbá 277 vagas, na de Dourados 147 vagas, na de Naviraí 115 vagas, na de Maracaju 167 vagas e na de Três Lagoas 318 vagas, sendo que as matrículas podem ser efetuadas até o dia 2 de fevereiro do próximo ano.

Segundo o superintendente do Sesi, Bergson Amarilla, a metodologia de ensino inovadora baseada no uso da tecnologia é o grande diferencial da Rede de Ensino da instituição e que atende as demandas dos alunos que estão cada vez mais “conectados”. “O comportamento do aluno mudou ao longo dos anos e nosso modelo de ensino acompanhou essa evolução. Hoje, a tecnologia é destaque na nossa metodologia e os nossos professores são capacitados para mediar essa relação entre alunos e sistemas tecnológicos para uso como ferramenta de educação”, ressaltou.

A princípio, as aulas nas escolas do Sesi no Estado em 2021 serão retomadas de forma presencial, obedecendo todos os protocolos de biossegurança estipulados pelos órgãos de saúde, porém, caso aconteça alguma eventualidade em relação à pandemia da Covid-19, os sete estabelecimentos de ensino da Rede estão preparados para a continuidade das aulas remotas já adotadas em 2020. Afinal, desde março deste ano, por meio das plataformas educacionais tecnológicas, o engajamento é de até 98% dos alunos, que acompanham diariamente as aulas online, conforme relatório de acesso fornecido pela Microsoft à Rede de Ensino do Sesi.

Para a analista técnica de Educação do Sesi, Glaucia Aparecida Vital da Cruz Campos, nas escolas da instituição os alunos podem encontrar inovação e tecnologia. “Preparamos os alunos para serem capazes de construir seus projetos de vida de forma mais consciente e competente”, disse, completando que, além dos conteúdos curriculares básicos, as escolas da Rede de Ensino do Sesi oferecem ainda ambientes interativos, laboratórios técnicos e ferramentas que desenvolvem as potencialidades dos alunos, incentivando a criatividade, liderança, empreendedorismo e capacidade de inovar. 

Elas também têm aulas “gamificadas”, de iniciação científica, curso de programação de robótica e programas para formação empreendedora. A Educação Infantil, para crianças de 4 a 5 anos de idade, está fundamentada na Base Nacional Curricular e tem como pilares: tecnologia, sustentabilidade, inovação, aprendizagem ativa, múltiplas linguagens e desenvolvimento sócio emocional. A metodologia utiliza ainda contação de histórias, aulas de Língua Inglesa, musicalização, uso de tablets e salas tecnológicas. 

No Ensino Fundamental anos iniciais, do 1º ao 5º ano, além da base curricular, as escolas Sesi também oferecem aulas de robótica, programação, matemática, leitura e interpretação de texto, além de aulas de filosofia e responsabilidade social. Já no Ensino Fundamental anos finais, do 6º ao 9º ano, os alunos também aprendem programação e robótica, tendo acesso a sala com aulas em 3D, programa estendido de Língua Inglesa no 6º e 7º ano, com metodologia comunicativa e pratica de imersão. Com destaque para aulas que desenvolvem técnicas de empreendedorismo e o do Projeto de Vida (JEPP/Sebrae e Junior Achievement). 

No Ensino Médio, os alunos contam com aula de programação, sala de aula 3D, Workshops com foco na carreira, plataforma para aprendizagem de empreendedorismo e Geekie Lab – uma plataforma que utiliza Inteligência Artificial para ajudar os alunos nos pontos de necessidade. Com uma estrutura moderna com laboratórios de física, matemática, biologia e química, as escolas usam metodologias inovadoras, na qual o aluno se torna protagonista dos seus processos de aprendizagem, incentivando autonomia e produção de conhecimentos e resolução de problemas.

Ainda no Ensino Médio, a Rede de Ensino do Sesi no Estado dá uma atenção especial para preparar os alunos para o Enem, com aulões, simulados e a plataforma LETRUS, onde o estudante realiza a escrita da redação e recebe o feedback que utiliza inteligência artificial para realizar as correções pautadas nas competências avaliadas no Exame.

Fonte: FIEMS