Com campanhas, apoio a eventos e ajuda financeira do Governo, turismo regional deve bater recordes em 2021

Fotos: Chico Ribeiro

Para promover a retomada do turismo em Mato Grosso do Sul, o governo do Estado se empenhou no lançamento de campanhas promocionais, editais para ajudar eventos e geradores de fluxo, retorno na participação de feiras nacionais e auxílio financeiros para profissionais do setor, que foram prejudicados durante a pandemia.

O diretor-presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), Bruno Wedling, ressaltou que além de todo empenho do governo, a ampliação da vacinação do Estado, que segue nas primeiras colocações do País, contribuiu com a queda da pandemia e o aumento das viagens.

Governador e diretor da Fundtur, Bruno Wedling

“A retomada começou com o fruto de um trabalho dos empresários, do avanço da vacinação, e do trabalho do governo do Estado, por meio da Fundação de Turismo, no apoio as regiões turísticas e aos profissionais do setor”, destacou Wedling.

Ele destaque que a procura pelos pontos turísticos do Estado neste final do ano vai bater os recordes dos anos anteriores e que a expectativa é fortalecer ainda mais em 2022. “No ano que vem nossa expectativa é que volte com mais força e destaque nacional, sendo um destino principalmente voltado à natureza”.

Campanhas

Para promover os pontos turísticos do Estado foram lançadas duas campanhas promocionais, sendo uma direcionada aos sul-mato-grossenses, chamada “Meu Estado, Meu Destino”, para que o público local possa conhecer suas belezas naturais, locais de lazer e contemplação.

A segunda (promoção) teve como foco os turistas nacionais e internacionais, com o nome “Desbravadores de Destinos”, que busca inclusive divulgar os atrativos em multiplataformas, como nos canais Discovery Channel, Food Network, Home & Health, TLC, jornal BrasilTuris e Portal Panrotas, entre outros.

Estamos de portas abertas. Nosso Estado é um dos melhores estados para contemplação. Os desbravadores de destinos têm vários segmentos. Queremos mostrar nossas belezas para as pessoas do mundo inteiro conhecerem Mato Grosso do Sul”, ressaltou o governador Reinaldo Azambuja.

Apoio a eventos turísticos

Outro foco do governo foi o apoio a eventos geradores de fluxo turísticos, entre as ações teve a publicação de dois editais em setembro no valor de $ 1 milhão destinados a eventos para o primeiro semestre de 2022.

Feira ABAV, em Fortaleza (Foto: VisitMS)

“Dobramos o valor do apoio individual, bem como o volume total de investimentos. Esse é um dos resultados do Retomada MS, que visa aumentar ainda mais o apoio às regiões turísticas, municípios e organizações da sociedade civil. A ideia que possam ser realizados eventos mais robustos”, ressaltou Wedling.

O governo do Estado também retomou a participação em feiras e eventos nacionais voltados ao turismo. Neste começo de outubro a Fundtur divulgou os principais roteiros e belezas de MS na feira da ABAV (Associação Brasileira de Agências de Viagens), em Fortaleza.

O evento foi realizado de forma híbrida, com a presença de medidas e protocolos de biossegurança. “Lançamos a campanha dos Desbravadores de Destino durante o evento, tivemos um stand no calo, para ativação da marca e ações junto aos operadores de turismo, na maior feira de turismo das Américas”.

Auxílio financeiro

Para contribuir com os profissionais de turismo, assim como o setor de bares e restaurantes, prejudicados durante a pandemia, o governo lançou o programa “Incentiva+MS Turismo", que concede apoio financeiro emergencial, em seis parcelas no valor de R$ 1 mil.

Na primeira etapa de inscrições 609 profissionais foram contemplados, sendo aberto depois mais uma fase para ampliar o número de beneficiados. “A expectativa é de subirmos para 1 mil contemplados, entre operadores e guias de turismo, assim como microempresários”, destacou Wedling.

O governador Reinaldo Azambuja destacou que o turismo precisava do apoio necessário depois dos prejuízos com a pandemia. “Estamos stendendo as mãos aos setores que foram mais atingidos. Com isso, Mato Grosso do Sul se prepara para um novo tempo, de pós-pandemia, com uma economia pujante e com oportunidades para todos”.

Fonte: Leonardo Rocha, Subcom