Candidato das mulheres, Betini cresce em pesquisas para o Senado

O candidato ao Senado do Partido da Mulher Brasileira, Dorival Betini (356), está crescendo vertiginosamente nas pesquisas que estão sendo realizadas por institutos que atuam no setor. O aumento na intenção de voto dos eleitores é o resultado da leitura feita por analistas políticos, que consideram o crescimento a tendência mais natural no processo político vivido em Mato Grosso do Sul.

De forma apurada e bem meticulosa, os articulistas fizeram questão de “colocar na mesa” a pontuação dos concorrentes mais próximos de Betini, o atual senador Moka (MDB), e o apontado “outsider” nos municípios do interior, Sérgio Arfouche (PSC).

“O cenário que tem ocorrido reiteradamente são que, os antigos eleitores de Moka têm se mostrado descontentes e o acusam de “ausente nos municípios” nestes quase oito anos em que esteve no Senado Federal. Este “abandono” está lhe custando caro, pois, a maioria vem buscando outros candidatos ao senado”, considera um dos analistas.

No caso do candidato Arfouche, o interior do Estado ainda o tem como um candidato desconhecido. “Na atual conjuntura, podemos dizer que sem expressão política nas outras regiões, tendo a maioria de votos do eleitorado da capital”, analisar articulista político da região sul do Estado. Ele acrescenta que o candidato Marcelo Miglioli (PSDB), aliado do candidato à reeleição ao governo do Estado, Reinaldo Azambuja, tem tido extrema dificuldade para “cair na graça do eleitor”, permanecendo atrás de Betini na preferência do eleitorado.

“É neste cenário que o candidato das mulheres, do Partido da Mulher Brasileira, está empatado tecnicamente com Moka e Harfouche. Porém, suas chances aumentam muito, pois, as pesquisas têm centralizado os levantamentos em Campo Grande, onde a presença de Betini é acanhada. Se as pesquisas fossem uniformes, o nome deste candidato do interior estaria disparado na frente de muitos outros. Aliás, já estaria ocupando as primeiras colocações na preferência do eleitorado”.

Mais adiante, os analistas observaram que é atento a todos estes detalhes menores que podem afirmar: “Realmente, o Betini deverá ser a surpresa da eleição deste ano, pois, ele vem conseguindo aumentar sua preferência, mostrando que 52% dos eleitores de MS é mulher, e as suas bandeiras de ação são em sua maioria voltadas para as mulheres, e sendo candidato pela primeira vez, não tem rejeição e, sobretudo, representa a Renovação que tanto o eleitorado está procurando para votar na próxima eleição de 7 de outubro. Além disso, ele “está na estrada” há mais de 25 anos, e conhece as lideranças, vereadores, prefeitos e as pessoas da maioria dos municípios do interior, os quais atendeu sempre com responsabilidade, como servidor na Assembleia Legislativa”.

Betini, candidato ao Senado que mais cresce nas pesquisas de intenção de voto

Betini durante entrevista com radialista Elias Santos, de Itaquiraí

Foto: Roney Minella