“Alívio e respiro”, diz Abrasel sobre prorrogação do ICMS de bares e restaurantes

Fotos: Saul Schramm

Donos de bares e restaurantes de Mato Grosso do Sul estão "aliviados" com a prorrogação de 90 dias da cobrança do ICMS pago pelas empresas setor. Anunciada pelo governador Reinaldo Azambuja, a medida beneficia 6.746 estabelecimentos comerciais fortemente afetados pelas ações de combate à pandemia de Covid-19 no Estado.

"É um alívio e um respiro para esse período crítico", destacou o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Mato Grosso do Sul (Abrasel-MS), Juliano Battistel Kamm Wertheimer. "Esse anúncio é um começo muito bem recebido para o pacote de medidas de auxílio para o setor", completou.

Líder dos empresários do ramo, Juliano destacou o diálogo aberto com o poder público para minimizar os impactos da crise que surgiu na saúde e atingiu a economia. "Seguimos dialogando para avançar em novas medidas e ter a completa retomada das atividades", ressaltou o presidente da Abrasel-MS.

Medida atende solicitação de empresários.

Prorrogação do ICMS

O decreto que concede o benefício foi publicado na edição desta sexta-feira (16) do Diário Oficial do Estado. Clique aqui e confira.

A prorrogação por 90 dias do pagamento do ICMS dos bares e restaurante atende reivindicação de empresários do setor, da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul) e de deputados estaduais.

Após o período de três meses, o pagamento do imposto será parcelado em 12 vezes, sem juros ou correção.

Ao anunciar a medida, Reinaldo Azambuja explicou que o Governo do Estado está trabalhando para atender os mais impactados pela pandemia.

“Nós estamos olhando vários segmentos, atendendo pessoas necessitadas. Agora eu anunciei o Mais Social, que vai atender 100 mil famílias de pessoas mais vulneráveis no Estado e acho que é isso que o Estado tem que fazer: dialogar com a sociedade, ver os que estão mais impactados e buscar soluções. Essa é uma solução importante para o segmento mais impactado, que é o de bares e restaurantes”, disse.

O Mais Social é um benefício de R$ 200 mensais às pessoas de baixa renda, por meio de um cartão exclusivo para a realização de compras.

O anúncio da prorrogação do ICMS foi feito pelo governador Reinaldo Azambuja ao lado do presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa, e do secretário de Estado de Fazenda, Felipe Mattos.

Setor foi o mais prejudicado.

Fonte: Bruno Chaves, Subcom