Acusado de matar a ex a tiros na frente de bebê em Caarapó vai a julgamento 23 anos depois

Imagem ilustrativa - Divulgação

Tenório de Oliveira Arraes Silva, hoje com 56 anos, vai a julgamento pelo homicídio da ex-mulher Eva Cristina Lima, crime cometido em 25 de maio de 1998. O caso aconteceu em Caarapó, a 273 quilômetros de Campo Grande e o réu ficou foragido, mas foi preso em 2016 no Mato Grosso.

Segundo a denúncia apresentada na época, Tenório matou Eva em uma fazenda de Caarapó, por volta das 22 horas daquele dia 25 de maio, com cinco tiros de revólver. Só no dia seguinte o crime foi descoberto, quando vizinhos encontraram o corpo da vítima e o filho dela, de apenas um ano. Ainda conforme o relato, o bebê chorava muito, fato que teria feito as testemunhas irem ao local.

A perícia apontou que a vítima cozinhava quando foi surpreendida pelo ex, sem ter chance de se defender. Em 2013 Tenório teve a prisão preventiva decretada e ficou foragido até 2016, quando foi encontrado e preso em Brasnorte (MT). Logo em seguida foi solicitada revogação da prisão, que foi concedida pelo juiz.

Agora, na última semana o juiz de Direito Pedro Henrique Freitas de Paula designou o dia 9 de julho de 2021 para a sessão do Tribunal do Júri em que o réu será julgado. Isso ocorre 23 anos após o crime. Atualmente Tenório reside em Brasnorte.

Fonte: Midiamax